Fontana di Trevi – A fonte mais bonita de Madrid

Fontana di Trevi – A fonte mais bonita de Madrid

dezembro 5, 2018 0 Por lugaresincriveisadmin

Em 1730, o Papa Clemente XII criou um concurso para projetar uma fonte. Não havia regras ou exigências. O vencedor foi Nicola Salvi com seu enorme e lindo projeto de uma fonte com Netuno, o deus do mar. A construção começou em 1732, mas infelizmente Salvi nunca viu sua criação pronta: a mundialmente famosa Fontana di Trevi só foi concluída em 1762, 11 anos depois de sua morte.

Trevi significa “três vias” – o lugar onde está a fonte era a interseção de três caminhos que aí se encontravam. De longe a maior e mais famosa fonte de Roma, a Fontana di Trevi tem 20 metros de largura por 26 metros de altura. Ela representa Netuno numa carruagem puxada por dois cavalos montados por dois Tritões, um mais velho e outro mais jovem. Olhe mais atentamente e você perceberá que um dos cavalos está calmo, enquanto o outro é bem selvagem: um símbolo das “mudanças de humor” do oceano.

A água da Fontana di Trevi vem do aqueduto de Acqua Vergine. Segundo os especialistas da época, essa era a água mais leve e saborosa de Roma. Diariamente, grandes barris eram enchidos com a água da fonte e levados para o Vaticano. Parece que a água era tão boa que os ingleses em Roma a utilizavam para preparar chá. Entretanto, em 1961, a água foi declarada imprópria para consumo. Atualmente, a água da Fontana di Trevi é filtrada por bombas e é tão limpa quanto a água de seu hotel. Se tirada diretamente da bomba, e não do tanque, a água é própria para ser bebida – se você tiver coragem.

A Fontana di Trevi é o lugar para se ir e jogar moedas na água para atrair a boa sorte. Conta a lenda que se você jogar uma moeda por cima de seu ombro para dentro da fonte, você voltará um dia para Roma. Duas moedas garantirão que você encontre o amor de sua vida, e três moedas garantirão que você se case com um romano. As moedas nunca ficam na água por mais de sete dias. A prefeitura as retira semanalmente e as doa para instituições de caridade. A Fontana di Trevi foi estrela de vários filmes, mas sua mais famosa aparição foi em “La Dolce Vita”. No filme clássico, uma calorenta Anita Ekberg banha-se na fonte.