Clássicos da Arquitetura: Ópera de Sydney

Clássicos da Arquitetura: Ópera de Sydney

novembro 28, 2018 0 Por lugaresincriveisadmin

Não é por acaso que a Casa da Ópera de Sydney, na Austrália, é mais conhecida pela arquitectura do que pela acústica, que já foi comparada à de uma televisão dos anos 1980. Em 2011, um inquérito feito a músicos, críticos e espectadores que avaliava os 20 principais auditórios australianos concluiu que a sala de concertos ocupava o 18.º lugar da lista e que o teatro de pequena dimensão também pertencente ao complexo figurava em último. Em 2014, o actor John Malkovich equiparou a acústica da sala a um “hangar de aeroporto que só merece receber actuações de circo”. Agora, a Casa da Ópera de Sydney vai finalmente ser remodelada, num projecto de cerca de 140 milhões de euros especialmente destinado a melhorar a sua acústica. Os trabalhos deverão começar no próximo ano e estar concluídos em 2021.

“[As obras] irão tornar o interior da sala de concertos tão extraordinário como é o exterior”, garante David Robertson, director artístico e maestro da Orquestra Sinfónica de Sydney, citado pelo jornal britânico The Guardian. Os trabalhos decorrerão de forma espaçada para que o edifício não seja encerrado ao público, mas a sala de concertos irá mesmo ter de fechar durante 18 meses a partir de meados de 2019, reabrindo apenas para a temporada de 2021. O projecto conta com a orientação de Jan Utzon, filho do arquitecto da obra original, Jørn Utzon.

Além disso, a renovação pretende melhorar a acessibilidade e a versatilidade do edifício. Serão construídos novos elevadores e escadas rolantes e haverá até 26 lugares sentados para cadeiras de rodas espalhados pela sala. Será criado, ainda, um centro de aprendizagem para crianças onde poderão decorrer workshops, conferências e actuações; substituirá o espaço agora ocupado por escritórios.