Curiosidades de Búzios

Curiosidades de Búzios

novembro 14, 2018 0 Por lugaresincriveisadmin

Armação de Búzios é um destino internacional desde as décadas de 1960 e 1970, quando estrelas do cinema como Brigitte Bardot, e da música, como Mick Jagger, promoveram para o mundo os encantos naturais, o charme e o estilo rústico da antiga vila de pecadores. Além de receber grande número de visitantes internacionais, a cidade acolhe moradores de várias regiões do mundo, chegando a ser conhecida como a Saint-Tropez brasileira.

Búzios parece uma ilha, mas é uma península do Oceano Atlântico. Está localizada na Região dos Lagos, no noroeste do estado do Rio de Janeiro, a 170 quilômetros da capital.

Contornando os oito quilômetros de extensão a cidade oferece 23 praias com características diferentes de cada lado da península: do lado direito, praias com águas frias, devido às correntes Malvinas. Do lado esquerdo, praias com águas mais amenas, vinda do Equador.

Búzios está próxima de cidades igualmente charmosas da Região dos Lagos. Vale aproveitar os arredores para curtir as dunas de Cabo Frio, as águas transparentes e ótimas para mergulho de Arraial do Cabo, conferir a Lagoa Araruama em São Pedro da Aldeia e praticar ecoturismo em Casimiro de Abreu.

Búzios tem temperatura média anual 24º. No verão, a temperatura média é de 30 graus e é super agradável no verão. Mas é possível curtir Búzios o ano todo. De março a junho, o clima é agradável, com mínima de 18 e 24 graus. Nos meses de junho, julho e agosto há pouca chuva e pouco vento. Durante o dia o céu azul e o sol garantem praia e , à noite, as temperaturas variam de entre 16 e 20 graus. O inverno é conhecido como “a melhor temporada” de Búzios, pelos dias e noites perfeitos.

Armação dos Búzios foi um importante entreposto de caça às baleias no Brasil colonial, no século 17. Por isso a Praia da Armação tem esse nome, era o local onde se realizava a “armação”, ou seja, onde ficavam os reservatórios de óleo de baleia, a administração e a senzala.

A atual Praia dos Ossos era o local onde o processamento das baleias era iniciado, separando-se a carne dos ossos dos animais.

A igreja de Sant’Anna foi construída com pedra, cal e argamassa de óleo de baleia. É a única construção da época da pesca da baleia que ainda se mantém erguida.