Gruta Azul na Ilha de Capri – Italia

Gruta Azul na Ilha de Capri – Italia

novembro 9, 2018 0 Por lugaresincriveisadmin

A Gruta Azul fica na ilha de Capri, parte metropolitana de Nápoles, na região da Campania, e foi descoberta por dois turistas alemães que visitavam Capri em no século XIX, um era escritor e outro pintor.

Os habitantes de Capri a conheciam com outro nome, como gruta gradola porque ficava próxima do porto de Gràdola/Gradelle, e era evitada porque acreditava-se que era um local mágico, que dava medo.

Sua abertura é parcialmente submersa e por ela entra a luz externa que cria uma intensa tonalidade azul e é exatamente essa característica que a torna peculiar. Por conta dessa coloração, ela ficou conhecida como gruta azul.

A coloração azul se deve por conta da soleira submarina, que se abre exatamente abaixo da entrada, pela qual entra a luz. Essa janela submarina funciona como um filtro, absorvendo as cores vermelhas e deixando passar somente o azul.

Interessante notar que por conta do fenômeno de reflexo total, a soleira não consegue iluminar a gruta se o mar estiver completamente calmo: há necessidade do movimento da água, mesmo que mínimo, para que efeito visual seja completo – uma gruta azul.

Na parte de cima externa da gruta, no último degrau do monte, é possível observar restos de uma pequena vila romana, conhecida como Villa di Gràdola ou Gradelle, com vários ambientes, incluindo uma cisterna, estrutura similar a outras vilas da era de Augusto e Tibério.

Portanto, é praticamente possível afirmar que os romanos já conheciam a gruta azul. Alguns historiadores acreditam que eles foram responsáveis pela gruta poder ser visitada hoje em dia. Outros testemunhos da presença romana no local são as estátuas romanas que se encontram em volta do lugar.

Depois dos romanos, a gruta provavelmente recebeu poucos visitantes até ser redescoberta pelos alemães, que resolveram explorar o local apesar das lendas, que falavam de espíritos malignos e demônios.

Com a redescoberta, a gruta azul passou a ser destino de muitos turistas, normalmente mais de 250 mil pessoas a visitam por ano, o que significa uma arrecadação de quase 1 milhão de euros.

INFORMAÇÕES TURÍSTICAS

Para chegar à entrada da gruta, pode-se alugar um barco privado ou pegar um barco dividido. Também é possível fazer o trajeto a pé, a partir do centro de Anacapri, cerca de 3,5 km.

O melhor horário para visitar a gruta azul é entre 12:00 e 14:00, quando temos o máximo de luz. A diferença com o período da manhã é mínimo. Não é aconselhável visitá-la com o tempo encoberto, pois o que ocasiona o reflexo azul é exatamente a luz do sol.

O custo da visita é normalmente €14,00, que são €10,00 pelo serviço do barco (ida e volta) mais €4,00 da entrada. Somente dinheiro é aceito. Também é possível fazer um passeio por toda a ilha mais a gruta.

A visita dentro da gruta dura cerca de cinco minutos apenas, mas pode demorar bastante para entrar nela, em especial na alta estação, com vários barcos querendo entrar. O aconselhável é você reservar no mínimo uma hora para o passeio (se fizer a ilha inteira, separe duas horas).

É possível nadar dentro da gruta, mas somente quando não existem barcos: é proibido nadar com barcos perto, portanto, as pessoas normalmente escolhem o horário depois das 17:30 para nadar, quando os serviços com barco se encerram. Ainda assim, não é aconselhável porque uma simples onda pode jogar o nadador contra as rochas da gruta.