Tudo sobre o Deserto do Atacama

Tudo sobre o Deserto do Atacama

setembro 18, 2018 0 Por lugaresincriveisadmin

O Deserto do Atacama está localizado entre o oceano pacífico e a cordilheira dos Andes e se estende do sul do Peru ao norte do Chile, com 105.000 km² de extensão. Ele está situado a cerca de 3.000 metros de altitude, o que torna seu ar rarefeito e é considerado um dos lugares mais secos do mundo. O Atacama é composto por diversos tipos de paisagens, que variam também em altitude, como dunas, lagos, vulcões, rochas e depósitos naturais de sal que atraem visitantes e turistas de vários países. Uma área conhecida como Cordilheira de Sal, que já esteve coberta pelo mar, impressiona com sua formação de areia, sal e rochas, esculpidas pela ação do vento e das águas ao longo dos anos.

A vegetação é escassa devido à baixa umidade do ar e as plantas que conseguiram se fixar nesse ambiente possuem mecanismos para sobreviverem sob estas condições, sendo em sua maioria espécies de cactáceas. A vegetação de loma, mais importante ecossistema da região, por exemplo, vive da umidade da névoa que se condensa na superfície das pedras. Essa neblina, chamada de “camanchacas”, é o resultado da ação da corrente do Peru, também conhecida por corrente de Humboldt, que esfria o ar quente do Pacífico durante o inverno. Pequenos arbustos e árvores de pequeno porte compõem a vegetação do deserto.

A vegetação é escassa devido à baixa umidade do ar e as plantas que conseguiram se fixar nesse ambiente possuem mecanismos para sobreviverem sob estas condições, sendo em sua maioria espécies de cactáceas. A vegetação de loma, mais importante ecossistema da região, por exemplo, vive da umidade da névoa que se condensa na superfície das pedras. Essa neblina, chamada de “camanchacas”, é o resultado da ação da corrente do Peru, também conhecida por corrente de Humboldt, que esfria o ar quente do Pacífico durante o inverno. Pequenos arbustos e árvores de pequeno porte compõem a vegetação do deserto.

Apesar das condições, muitos grupos de pessoas habitam o deserto do Atacama e estão geralmente concentrados em cidades litorâneas, pólos de mineração, vilas de pescadores e oásis. A cidade mais povoada do deserto do Atacama com aproximadamente 120 mil habitantes chama-se Calama e se desenvolveu por abrigar ricas jazidas de cobre, nitrato de sódio, lítio e salitre, entre outros recursos naturais. Outros povos, como os Coya habitam o norte na Cordilheira dos Andes e possuem poucos habitantes (no caso de Coya, são aproximadamente 70 habitantes) e vivem da criação de animais e dos têxteis em pequena escala.